Level and frequency of the feeding in the Nile tilapia fingerling development

  • Emerson Carlos SOARES Universidade Federal de Alagoas, Centro de Ciências Agrárias (UFAL-CECA)
  • Manoel Messias SANTOS Universidade Federal de Alagoas (UFAL)
  • Petrônio Alves COELHO FILHO Universidade Federal de Alagoas (UFAL) http://orcid.org/0000-0003-4419-097X
  • Jayme André CALUMBY Universidade Federal de Alagoas (UFAL)
  • André Luis GENTELINI Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Paraná (IFPR)

Abstract

The development of the masculinized fingerling of the Nile tilapia (Oreochromis niloticus) was evaluated under different levels and feeding frequencies during a period of 35 days. Three thousand six hundred Nile tilapia fingerlings (initial average weight of 0.57 ± 0.20 g) were randomly distributed in 18 experimental units (1.6 m³ each), in a completely randomized experimental design in a 3x2 factorial scheme, with three feeding levels (6, 9 and 12% of body weight per day - BWD) and two feeding frequencies (4 and 6 times a day). The fingerlings were fed with mash diet containing 48% crude protein. The different feeding levels significantly influenced (P<0.05) the final average length, final average weight, daily weight growth, specific growth rates and feeding conversion. The fingerlings fed with 9 and 12% of BWD have shown better results on weight gain (9.88 ± 0.71 and 10.65 ± 0.49 g respectively). Fish fed with 6 and 9% of BWD showed better feeding conversion (0.84 ± 0.03 and 1.06 ± 0.07 respectively). The feeding frequency did not influence the development parameters analyzed. Therefore, the best performance of tilapia fingerling was reached with 9% of BWD level, supplied in four daily meals.

References

ABIDI, S.F. e KHAN, M. A 2012 Evaluation of feeding rate based on growth, feed, conversion,
protein gain and carcass quality of fingerling Indian major carp, Catla catla (Hamilton).
Aquaculture Research, 45: 439-447.

APHA 1995 Standard methods for the examination of water and wastewater. Washington, DC: American Public Health Association. 1134p.

ARANA, L.V. 2004 Princípios Químicos de Qualidade de Água em Aquicultura: Uma Revisão para Peixes e Camarões. Florianópolis: Ed. da UFSC. 231p.

BOYD, C. 1997 Manejo do Solo e da Qualidade da Água em Viveiros para Aquicultura. Campinas:
Associação Americana de Soja. 55p.

BOYD, C. 2007 Nitrification important process in aquaculture. Global Aquaculture Advocate, 10(3):
64-66.

BRASIL 2005 MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE (MMA). RESOLUÇÃO nº 357, de 17 de março de
2005. Dispõe Sobre a Classificação dos Corpos de Água e Diretrizes Ambientais para o seu
Enquadramento, bem como Estabelece asCondições e Padrões de Lançamento de Efluentes, e dá outras Providências. Ministério do Meio Ambiente. Conselho Nacional do Meio Ambiente. Diário Oficial da União, Brasília, 18 de março de 2005, DOU 053, p.58-63.

CARNEIRO, P.C.F. e MIKOS, J.D. 2005 Frequência alimentar e crescimento de alevinos de jundiá,
Rhamdia quelen. Ciência Rural, 35(1): 187-191.

FERREIRA, R.A.; THIESEN, R.; COSTA, T.R.; BULGARELLI, A.L.A.; ISHIKAWA, M.M.; HISANO, H. 2007 Desempenho produtivo de alevinos de dourado (Salminus brasiliensis) submetidos a diferentes frequências de alimentação. Ensaios e Ciência, 11(2): 33-38.

HAYASHI, C.; MEURER, F.; BOSCOLO, W.R.;LACERDA, C.H.F.; KAVATA, L.C.B. 2004 Frequência de arraçoamento para alevinos de lambari do rabo-amarelo (Astyanax bimaculatus).Revista Brasileira de Zootecnia, 33(1): 21-26.

HISANO, H. e PORTZ, L. 2007 Redução de custos de rações para tilápia: a importância da proteína.
Bahia Agrícola, 8(1): 42-45.

MARQUES, N.R.; HAYASHI, C.; SOARES, C.M.; SOARES, T. 2003 níveis diários de arraçoamento
para alevinos de tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus, L.) cultivados em baixas temperaturas.
Semina: Ciências Biológicas e da Saúde, 24: 97-104.

MARQUES, N.R.; HAYASHI, C.; SOUZA, S.R.;SOARES, T. 2004 Efeito de diferentes níveis de arraçoamento para alevinos de carpa-capim (Ctenopharyngodon idella) em condições
experimentais. Boletim do Instituto de Pesca, 30(1):51-56.

MARQUES, N.R.; HAYASHI, C.; GALDIOLI, E. M.;SOARES, T.; FERNANDES, C.E.B. 2008 frequência de alimentação diária para alevinos de carpa-capim (Ctenopharyngodon idella, V.).,Boletim do Instituto de Pesca, 34(2): 311-317.

MEURER, F.; HAYASHI, C.; BOSCOLO, W.R.; KAVATA, L.B.; LACERDA, C.H.F. 2005 Nível de arraçoamento para alevinos de lambari-dorabo-amarelo (Astyanax bimaculatus). Revista
Brasileira Zootecnia, 34(6): 1835-1840.

MEURER, F.; SILVA, M.S.; COLPINI, L.M.S.;FRECCIA, A.; MAUERWERK, L. 2007 Nível de
arraçoamento de pós-larvas de tilápia do nilo em baixa temperatura. Revista Científica de Produção Animal, 9(1): 76-83.

MPA - MINISTÉRIO DA PESCA E AQUICULTURA.2011 Boletim Estatístico da Pesca e Aquicultura:
Brasil.2009-2010. Disponível em:
Acesso em: 11 jun. 2012.

ROTTA, M.A. e QUEIROZ, J.F. 2003 Boas Práticas de Manejo (BPMs) para Produção de Peixes em
Tanques-redes. Corumbá: Embrapa Pantanal (Documentos, n. 47). 27p.

SANTOS, J.A.; AZEVEDO, F.V.S.T.M.; ALVES, I.T.F.;SILVA, G.P. 2013 Influência das densidades de
estocagem na qualidade da água e no desempenho produtivo de alevinos de tilápia(Oreochomis niloticus) cultivados em tanquesrede. Enciclopédia Biosfera, 9(16): 170-177.. Acesso em: 2 mar. 2014.

SANTOS, L.E.; SANTOS, F.V.V.I.; LIRA, C.R.;SILVA, F.C.; MOURA, S.C.S; FERREIRA, S.J.A.; SILVA, M.R. 2014 Frequência de arraçoamento para alevinos de tilápias do Nilo (Oreochromis niloticus). Agropecuaria Técnica, 35(1): 171-177.

SALARO, A.L.; LUZ, R.K.; SAKABE, R.; KASAI,R.Y.D.; LAMBERTUCCI, D.M. 2008 Níveis de arraçoamento para juvenis de trairão (Hoplias lacerdae). Revista Brasileira de Zootecnia, 37(6):
967-970.

SANCHES, L.E.F. e HAYASHI, C. 2001 Effect of feeding frequency on Nile tilapia, Oreochromis
niloticus (L.) fries performance during sex reversal in hapas. Acta Scientiarum, 23(4): 871-876.

SARAIVA, K.A.; MELO, F.P.; APOLINÁRIO, M.O.; GUERRA, A.J.; CORREIA, E.S. 2009 Densidades
de estocagem de alevinos da tilápia Oreochromis niloticus (linhagem Chitralada) cultivados em
tanque-rede. Revista Brasileira de Saúde e Produção Animal, 10(4): 963-969.

SCORVO FILHO, J.D.; FRASCÁ-SCORVO, C.M.D.; ALVES, J.M.C.; SOUZA, F.R.A. 2010 A tilapicultura e seus Insumos, Relações Econômicas. Revista Brasileira de Zootecnia, 39(supl. especial): 112-118.

SILVA, P.C.; KRONKA, S.N.; SIPAÚBA-TAVARES,L.H.; SOUZA, V.L. 2002 Desempenho produtivo
da tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus L.) em diferentes densidades e trocas de água em
“raceway”. Acta Scientiarum, 24(4): 935-941.

SOARES, E.C.; PEREIRA-FILHO, M; ROUBACH, R.; SILVA, C.S. 2007 Condicionamento alimentar no
desempenho zootécnico do tucunaré. Revista Brasileira de Engenharia de Pesca, 2: 35-48.

TESSER, M.B. e SAMPAIO, L.A. 2006 Criação de jJuvenis de peixe-rei (Odontesthes argentinensis)
em diferentes taxas de arraçoamento. Ciência Rural, 36(4): 1278-1282.

TRUE, B.; JOHSON, W.; CHEN, S. 2004 Reducing phosphorus discharge form flow-through
aquaculture I: Facility and effluent characterization.Aquacultural Engineering, 32: 129-144.

TUNDISI, J.G. e TUNDISI, T.M. 2008 Limnologia. São Paulo: Oficina de Textos. 631p.

ZAR, J.H. 2010 Biostatistical analysis. New Jersey:Pearson. 960p.

ZIMMO, O.R; VAN DER STEENB, N.P; GIJZEN, H.J.2004 Nitrogen mass balance across pilot-scale
algae and duckweed-based wastewater stabilization ponds. Water Research, 38: 913-920.
Published
2018-07-16
How to Cite
SOARES, Emerson Carlos et al. Level and frequency of the feeding in the Nile tilapia fingerling development. Boletim do Instituto de Pesca, [S.l.], v. 41, n. 2, p. 387 - 395, july 2018. ISSN 1678-2305. Available at: <https://pesca.sp.gov.br/boletim/index.php/bip/article/view/41_2_387-395>. Date accessed: 13 aug. 2022.
Section
Short Communication